FONE (11) 3511-2626 E (11 ) 5542-3755 vendas@digitrol.com.br

Controle de Filtro em Indústria Química

Controle do Filtro

Muitos processos requerem filtração para clarificar o produto. Normalmente, a filtração provém de filtração grosseira por meio de separadores, decantadores ou tanque de repouso para o polimento final por Terra Diatomácea (DE) ou outro meio aditivo de filtração.

Através da instalação de um turbidímetro no começo do processo de filtração e entre cada estágio da filtração, o fluxo pode ser interrompido, recirculado ou chaveado para um filtro alternativo caso a turbidez do produto ou sua cor atinjam um nível inaceitável.

Filtração Efetiva

Os fotômetros da optek podem monitorar e controlar a dosagem dos aditivos de filtração para se assegurar uma pré-capa uniforme e uma alimentação controlada. Com isto se reduz o uso do meio de filtração e estende a vida útil do filtro pela dosagem apenas da quantidade de meio necessário para uma filtração efetiva. A excessiva quantidade de sólidos incrusta no filtro e reduz o tempo da efetiva filtração bem como aumenta a perda do produto e tempos mortos.


optek C4000, conversor fotométrico

O uso dos sensores em linha da optek reduz grandemente o risco de falha de equipamento e erro de operação, evitando custosas refiltragens, perdas de tempo, ou baixa qualidade de produto acabado. Os sensores da optek asseguram que a pureza prevista seja atingida antes da transferência do produto para o próximo estágio do processo.

Monitoramento da Alimentação

Além dos monitores do filtrado, muitos processos em larga escala implementam um sensor NIR tipo AF16-N no lado da pré capa do filtro. Este turbidímetro NIR mede os sólidos suspensos totais em tempo real permitindo ao operador controlar a dosagem de aditivos baseado na necessidade em em vez da taxa da vazão. O monitoramento contínuo da adição de aditivos permite um controle preciso da concentração da pré capa, para se assegurar a própria espessura da capa e sua uniformidade. Isto otimiza o uso de aditivos de filtração ao mesmo tempo que estende a corrida do filtro. Assim que a pré capa é depositada, o filtrado do pré revestimento clareia gradualmente. No momento em que o sensor detectar que o filtrado foi clareado completamente, o sinal de transmissão do controlador do filtro chaveia da função pré revestimento para operação de filtragem.

O sensor AF16-N também é usado para se detectar cargas de sólidos pesados do tanque de armazenagem ou de falha na pré filtração. Após atingir o nível de turbidez alta definida pelo usuário, o filtro pode ser manobrado para o modo de recirculação e a entrada de produtos desviadas para um tanque de decantação, separador centrífugo ou refiltração. Isto previnirá a “cegueira”.

optek TF16-EX-N Sensor de Turbidez por Espalhamento de Luz de Duplo Canal

Linha do Filtrado

Instalando-se um turbidímetro da optek na linha do filtrado, o filtrado pode ser transferido automaticamente para recirculação até que a claridade de produto esteja em nível aceitável. Com isto, assegura-se a qualidade do produto e se melhora o desempenho da filtração e ao mesmo tempo diminui-se grandemente, ou se elimina as análises laboratoriais, inspeções visuais e problemas potenciais à jusante.

Clarificação Final

Para a clarificação final do produto, sempre é necessário se detectar e monitorar a turbidez na saída do filtro. Um turbidímetro TF16-N da optek por espalhamento de luz monitora com precisão concentrações muito baixas de sólidos em suspensão de 0 - 0,5 a 0 - 500 ppm, ou 0 - 0,2 a 0 - 200 FTU para assegurar a maior pureza do produto.
Instalados diretamente na linha, os sensorres da optek otimizam o desempenho do filtro e detecta excesso ou rompimentos imediatamente. Os sensores em linha podem também reduzir enormemente ou eliminar a quantidade de amostragens ou análises laboratoriais executadas na turbidez final. Um sensor adicional medindo a cor do produto final pode trazer benefícios.

A garantia da qualidade e sua documentação da cor e turbidez em linha usando o coletor de dados do conversor C4000, é uma ferramenta comum utilizada pelos operadores das plantas. Caso necessário, os sinais são diretamente transferidos via saídas-mA ou PROFIBUS® para o PLC ou DCS.

Controle de Qualidade

Como uma excelente ferramenta para controle de processo e garantia da qualidade, um fotômetro da optek no seu sistema de filtração é a melhor garantia possível que não mais ocorrerá uma filtração de baixa qualidade do seu produto. Redução das perdas de produtos, incremento da capacidade de filtração, otimização do uso dos aditivos de filtração e a segurança da qualidade consistente do produto são alguns dos benefícios que os sensores em linha da optek oferecem.

Solicitar Orçamento

Outros destaques

Mais produtos

Goup Digital Marketing